segunda-feira, 23 de maio de 2011

Os dez melhores anos da minha vida!!!


Hoje é um dia lindo! Faz dez anos e algumas semanas que tudo na minha vida mudou. Da noite pro dia literalmente tudo que eu sonhava virou realidade! Da noite pro dia, tive ao meu lado alguém que entendia minhas pequenas insanidades, que falava a mesma língua, que gostava das mesmas coisas e entendia minha mesma angústia por ser diferente. Encontrei um igual. Alguém que com muita paciência e doçura soube me mostrar a vida por um prisma diferente... da noite pro dia ganhei asas pra voar mais alto e sonhar mais colorido. E hoje posso dizer que sou completamente feliz. Acordar todos os dias ao lado de uma pessoa que te dá liberdade pra ser você mesmo e que não exige nada em troca é muito raro e precioso. Caminhar pela vida ao lado de uma pessoa que tropeça só pra não ver você cair... que aceita todas as dores da vida mas não suporta ver você chorar, e que sorri pra você não importa o que você faça de errado, é viver feliz, é viver a vida no seu sentido mais amplo e eterno! Viveria muitas vidas novamente pra poder te encontrar e sou feliz demais por compartilhar essa ao seu lado. Amo você demais e desejo um muito feliz aniversário, my Amazing!!!


domingo, 1 de maio de 2011

AMERICAN IDOL!!!

For the first time watching the show, I can say I'm amazed. I loved many of the past winners and came to know they were winners after being so in love, but since the Top 40 I have only one talented person in my mind: James Durbin! So you can imagine how sad and shocked I was when I watched him being eliminated... I totally agree with his words "I worked so damn hard to get here. God, I was really hoping to get there, but, you know, I had a feeling today. God, I did so much stuff that's never been done on this show before... In my eyes, in my mind, I did what I came here to do - and that was to give metal a chance." After a lot of pop and country I had finally found somebody to cheer for! Now my dream of having him around is shattered... or is it? I don't really think he will be out of sight (or earshot) for so long. His gift is very promising and so is Casey's... I cried with him the night he was eliminated and saved and that for me was the most emotional and intense moment of this season. Tonight, we get to know who's gonna win, but I tell you, Steven Tyler's daring comments and Jeniffer Lopez's sweet responses have made me a fan, I do hope they come back as judges next year, or at least professionals with the same knowledge and experience in the area, and charisma, definitely. Randy, well, he's not as evil or sour as Simon was but he knows his stuff and he just can't leave. He's in it to win it and he was the one who could always separate how much he likedsomebody and how well they did on their performances. Ryan Seacrest is lovely and a great entertainer... comparing to Ídolos, in Brazil, our host and judges aren't as good as that, unfortunately, though they try hard not to disappoint. Due to a certain delay on the broadcast of the show here in Brazil, only last weekend we were able to catch up with the show in the USA, so tonight, no spoilers, I'll be able to watch it live! I also hope next year we don't get such delay, cause man, being two weeks behind made it almost impossible to come online without knowing the results, all over twitter, facebook and so on. The ones I hope to hear from very soon are those above, James, Casey, and undoubtedly, Naima! She was an exotic flower and I miss her energy! Enjoy the show and please please Give metal a chance!!!!!

quinta-feira, 31 de março de 2011

A vida em Preto e Branco

Sou apaixonada por cores! Praticamente tudo que eu faço, desenho, pinto e bordo tem que ter todas as cores. Gosto dos extremos. Por isso também adoro preto e branco. Amo um arco íris brilhando depois que as nuvens escuras passaram. Adoro observar como tudo no mundo se harmoniza de maneira encantadora através das cores ou de sua ausência. E como nasci numa época privilegiada (ou não), não tive a oportunidade de conviver com as fotos e a TV em preto e branco ou com a transição para as cores. Cheguei e tudo já era colorido. Então me deparei hoje com esse filme. Estava em uma das minhas muitas andanças pelo www.imdb.com e descobri, nem me lembro mais como, um filme chamado A vida em Preto e Branco, em inglês: Pleasantville. Bem sugestivos, ambos nomes. Decidi assistir, e primeiro foi o encantamento com os atores. Tobey Maguire foi feito para aquele papel, Reese Whiterspoon bem novinha, e Paul Walker, num quase antes da fama. Jeff Daniels também está lá, tragicômico! E a cada minuto me intrigava mais. Cheguei até a comparar o filme com o Click, mas a ideia é um pouco diferente. A cada minuto que passava ele ficava mais a minha cara. Aquela pessoa tola que para no meio do mercado pra cheirar as frutas e todo mundo acha estranho. Isso era o normal no filme. Uma cidadezinha super agradável dos anos 50, eu acho, onde tudo era inocente, meigo, destinado a dar certo e... preto e branco. Então tudo muda, e a cada dia as coisas adquirem tonalidades diferentes. Na verdade, só começam a mostrar as cores que já estavam lá, mas que eles não podiam ver. E isso pode tocar você da maneira mais profunda. Somos todos color-blind, meio que daltônicos, vemos as coisas mas na verdade não vemos direito, não percebemos os detalhes nem a profundidade e importância que coisas simples podem ter. Passamos o tempo todo "taking everything for granted", achando que tudo está lá e vai ficar lá pra sempre e que nada vai mudar isso. Mas tudo muda o tempo todo, e o que tínhamos como garantido hoje já mudou. Get used to it: Adapte-se, acostume-se... mas não esqueça de ver. De olhar cada dia para o céu e perceber que aquela cor é a mesma mas não é, nunca se repete. Sempre tem um algo a mais. Sempre há algo novo e encantador que se perde no grande nada em que nosso dia a dia de correria se tornou. Já viu aquele quadro no hall do seu prédio? Já percebeu a textura dele? Já olhou bem dentro dos olhos do seu vizinho, que cor era? E dos seus próprios olhos, já percebeu quantas cores ele tem, além da principal, percebeu que tem milhares de detalhes que fazem dele uma obra de arte em si? Claro, hoje de manha você já estava meia hora atrasado e não deu tempo e blá blá blá. E não só cores, mas sons, cheiros, movimentos, texturas, tudo que te envolve. O calor do fogo e a afago da chuva. É isso que o filme tenta dizer... que temos que realmente viver nossa vida... não só olhando para frente lutando por um futuro promissor, batalhando pra pagar as contas do mês retrasado... mas devemos apreciar as pequenas coisas... Vale a pena conferir. Faz você analisar o quanto sua rotina está dentro dessa zona de conforto e o quanto pode ser bom se arriscar a sair dela... de vez em quando. Parei o filme na metade pra poder sentir a doçura desse sentimento e deixar ele se prolongar, especialmente hoje, que é meu aniversário e tudo parece borrado, fosco... de repente ficou bem mais bonito. Espero que o fim seja tão encantador quando a mensagem até agora.
Honey, I'm home!!!!

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Letra e Música

Se existe uma coisinha que me irrita mais que a Fail Whale do Twitter é aquele sotaque britânico que soa afetado e por demais cocky (no nosso melhor português "se achão")... mas, tudo bem, isso é só despeito. minha opinião mudou muito depois que eu assisti Music and Lyrics! No Brasil, ficou Letra e Música, uma comédia romântica com Drew Barrymore em um papel fofo e Hugh Grant, quem eu sempre julguei como ator medíocre (no sentido de mediano, sem nunca se destacar) me fazendo finalmente crer que ele pode atuar muito bem... hoje, depois do filme tenho outra opinião. Ver ele cheio de maquiagem em trajes elásticos dos anos 80, cantando Pop! Goes my heart e depois rebolando em um tapete de dança, foi épico! Por filmes como este que confrontam os dois sotaques, é que hoje aprecio melhor ess variante toda sua rica bagagem cultural.
E o filme realmente vale a pena. Sutil, doce e com a irmã de Drew no filme, a atriz Kristen Johnston com seus surtos impagáveis de fã! Fã do cantor pop decadente interpretado por Hugh e a garota exótica interpretada por Drew. Insano também é a personagem Cora, cantora zen do filme. Enfim, a menininha que emocionou o mundo em E.T. teve seus altos e baixos, fez Adam Sandler conquistá-la dezenas de vezes, e detonou com as Panteras está em pleno auge como atriz, enfrentando desafios sempre à sua altura. Já Hugh, que também enfrentou sua montanha russa de eventos está hilário! Um filme sobre o poder da música e de sua interpretação! SING ALONG!!!

Assista ao vídeo da abertura e entre no clima!





quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Música para os meus ouvidos

Como você ouve música? É só aquela barulheira de fundo em uma cena de ação? Ou o tom melódico em uma cena de drama, ou de amor? Uma baladinha no elevador? Faria diferença se não estivesse lá? Não tem uma musiquinha que volta e meia você se pega repetindo, cantarolando... batucando?
Quantas vezes você ouviu seus pais ou avós dizerem: "na minha época, as músicas eram diferentes, mais bonitas, tinham uma história pra contar. Hoje é só grito de índio." Não é bem assim. As músicas ainda tem história (nem todas, é claro), mas contada de um jeito muito diferente. Veja Lady Gaga por exemplo. E o grito de índio hoje não existe mais, porque se você não conhece a língua, qualquer site de letras ou tradutor pode te oferecer um bom ponto de vista. E ainda tem videoclipes com produções ótimas pra te ajudar a entender o que a música tenta passar. E quantas vezes você viu aquele jovem, adolescente, calado e tímido, cuja voz mal se ouve, gostar das bandas mais impactantes em som e letras, até mesmo em aparência.
Mais do que o dilema Nature x Nurture ( numa tradução livre, a natureza versus a sua criação, educação), é a música que define nosso caráter, quem somos. E ela reflete exatamente como nos sentimos em cada momento de nossas vidas. Quantas vezes estamos felizes e queremos ouvir uma música animada, e quando estamos deprê queremos uma música que personifique isso? Muitas vezes também, as músicas de nossos pais, ou da geração deles, que embalaram a nossa infância, nos acompanham pela vida toda. Uma herança com valor sem medida. Gostar da mesma música é por alguns momentos transcender o físico e nos tornarmos uma só onda pulsante. Ouvir aquela música e pensar em alguém especial, lembrar da musiquinha que sua primeira professora cantou pra te acalmar no primeiro dia de aula! Faz a gente ir longe! Dê uma olhada na coleção de músicas de uma pessoa e perceba escondidinho lá muitos de seus sonhos, medos, facetas de sua personalidade múltipla... cada vez mais variada, dada a quantidade de estilos e músicos no mercado atual! Tem um pra cada gosto! Assim, a música traduz tudo que não conseguimos expressar. Felizmente hoje podemos ter uma trilha sonora em nossa vida também. não me entenda errado, não que antes não pudéssemos escolher qual música representaria cada acontecimento, mas hoje muito facilmente incluímos as músicas que gostamos no desenrolar dos fatos, com nosso iPod ou mp3, até mesmo o celular, fazendo o sonho um pouco mais doce.
Além do ritmo que contagia seu corpo e faz sua mente viajar, temos letras poderosas que com magia e sonoridade revelam nossos pensamentos. A sintonia entre a música e a letra criam algo belo. Quantas letras de música você nunca vai esquecer... quantas viraram clichês na sua vida... quantas delas você teve que escrever porque era linda demais e era exatamente o que você sentia... e mesmo que você não entenda a letra, quantas vezes cantou junto, ou gritou a todos pulmões, inglês, italiano, espanhol; só pela vazão que esses sons trouxeram ao seu sentimento, a leveza que trouxe a sua alma. Não pare de cantar... quem canta nunca está só... traz consigo um grande coral de todos que já cantaram a mesma letra e sentiram a mesma emoção!

domingo, 24 de outubro de 2010

Praia!

O céu

A praia


A água

A areia

Sabe aqueles dias que você acorda querendo mudar o mundo? Tudo bem, talvez não o mundo todo mas pelo menos mudar tudo no seu mundo? Aquele dia em que você desperta com o barulhinho suave do sol se esgueirando céu acima e uma vontade imensa de se sentir viva a cada instante? Sabe aquele dia que nem dá vontade de ficar só mais um minutinho na cama, que você abre os olhos e sente o peso das perspectivas futuras pulsando no ar ao seu redor e você tem que levantar de todo jeito e aproveitar esse dia ao máximo? Hoje não é esse dia pra mim, mas foi alguns dias atrás. Um dia assim, no qual 24 horas é pouco pra descrever todas as possibilidades, é que você descobre quem é, o que quer, e quem está ao seu redor. Você vê mais claramente e descobre que tudo é uma porta aberta... basta entrar e descobrir possibilidades novas. E quando você se deixa apaixonar por algo, sua paixão contagia as pessoas ao seu redor e quando você tem muita gente ao teu redor te apoiando como se a batalha já estivesse ganha, como se o sucesso já fosse seu, já é! Quando você tem pessoas assim ao seu redor, quer dizer que o mundo é bom e que tudo vale a pena. Tudo vale a pena. E este dia foi o início de tudo. Um dia lindo de sol, uma caminhada na praia pra sentir o planeta pulsando de vida intensa, um passeio de moto, uma "quermesse" de igreja pra lembrar da infância, mais alguns quilômetros e tudo que eu procurei por meses me encontrou, bem ao estilo Jim Carrey pedindo sinais a Deus no Todo Poderoso e recebendo letreiros digitais, o que eu pedi me encontrou no meio da rua em um Outdoor! Mas acima de tudo, encontrei provas lindas de como sou amada pela pessoa mais fofa do mundo, que me ajuda e me suporta e pela qual é bom viver todo e cada dia!


E eu...

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Chaos Theory
Como não poderia ser mais uma fã da teoria do caos? Somente essa teoria para poder definir com certeza quem somos e como chegamos tão longe. Mas daí você pode se perguntar o que eu quero dizer com isso. Já vou explicar. Um dia desses, viajando de ônibus com meu sobrinho começamos a nos perguntar o que teria acontecido se nossas escolhas fossem diferentes. Onde estaríamos hoje se a cada dia nossas escolhas tivessem sido outras. É aí que entra a teoria do caos. O fato de hoje sair mais tarde pro trabalho pode salvar sua vida ou até mesmo definir com quem você vai passar boa parte da sua vida. Mas quem decide isso? O caos. O complicado depois disso tudo é concordar com as consequências distantes que nem sabemos que estão relacionadas com nossas pequenas decisões diárias. Imaginar que escolher um trajeto diferente hoje vai fazer você encontrar ou não um novo amigo, um novo desafio, uma mudança radical de vida é ao mesmo tempo assustador e fascinante. Como aquela pequena pontada de saudade que a gente nem sabe se dói mesmo ou se faz bem. Quantas coisas hoje poderiam ser outras, praticamente qualquer coisa mesmo. Olhando em retrospecto, adoro a vida em sua beleza caótica, e não posso me arrepender de nenhuma opção, porque todas elas me levaram por caminhos interessantes e me fizeram conhecer pessoas maravilhosas e viver momentos muito intensos. Aí você se pergunta mais uma vez, como assim então, pra que todo esse texto sobre caos..... bom, nossas mentes são caóticas também, e dentro da nossa infinita imaginação podemos viver todas as outras alternativas que não escolhemos, podemos imaginar como teria sido se...., e com quem teria sido se.... e onde eu estaria se.... e nessa versão sonhadora das múltiplas realidades, podemos viver somente a parte feliz, sem ter que encontrar nenhuma pedra no caminho. Não vai ter família pra se opor a suas escolhas, nem limitações de tempo e espaço que possam te impedir de fazer, sentir e viver o que quer que seja, com quem quer que seja em qualquer lugar que seu coração quiser.
Então, quando você tiver que atravessar um longo corredor, e estiver com medo de tropeçar e errar, e alguém aparecer, segurar sua mão e sorrir te olhando nos olhos, saiba que pode ser um momento único que você jamais vai esquecer, que vai mudar a sua vida pra sempre e te levar muito muito longe!!! E se acontecer dessas mãos se separarem e esses olhos nunca mais se encontrarem, dentro da sua mente em um universo paralelo tais mãos ficaram unidas até o fim!!!

I want to hold your hand - Beatles

Oh yeah, I´ll tell you something
I think you´ll understand
When I say that something
I wanna hold your hand (3x)

Oh, please, say to me
You´ll let me be your man
and please, say to me

You´ll let me hold your hand
Now let me hold your hand
I wanna hold your hand

And when I touch you i feel happy, inside
It´s such a feeling
That my love
I can't hide (3x)

Yeah you, got that something
I think you´ll understand
When I say that something
I wanna hold your hand (3x)

And when I touch you I feel happy, inside
It´s such a feeling
That my love
I can't hide (3x)

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Ai ai....

Brincando de deletar algumas coisas de tudo que eu copio pelas andanças na net, achei uma página da agenda do ano passado (quase retrasado) e lembrei o quanto é bom deixar a caneta dizer o que meu coração não consegue expressar! Profundo huh, as vezes tudo fica bem claro, as vezes são pequenos enigmas, mas sempre é a real. As vezes ainda é só surrealismo e abstração de coisas malucas, mas quem não o é! hhihihih Veja!

domingo, 8 de novembro de 2009


Desenhos!

Qualquer coisa pode inspirar um desenho e ao mesmo tempo, quando eu quero desenhar não sai nada. Mesmo assim, um pedaço de papel e uma caneta são minha melhor técnica de concentração. Eu não preciso olhar para um professor / palestrante, nem ler seus longos textos... basta ouvir sua voz e deixar minha caneta desenhar, e tudo fica gravado, facilmente. E este é um exemplo. Uma longa aula teórica na faculdade se transformou num belo rosto de olhar penetrante... saudades da faculdade, nunca mais desenhei tanto nem fiz tantas tranças no cabelo! Preciso voltar!




Desenhos e sonhos...

Adoro desenhos monocromáticos... adoro deixar a mente vagar e criar imagens abstratas ou com sentido, reais ou não, mas apenas criar formas que identifiquem o que se passa dentro da alma... pode parecer insensato, mas cada curva, cada ponta e cada pétala é um desejo silencioso de ser eu mesma, de ser natural e aprender a coexistir num mundo tão complexo!



domingo, 20 de setembro de 2009

Ahhhh Uma rede...

HIhihihi, ai que saudade de uma rede, um dia lindo de sol com cheirinho de praia, um bom livro e as pessoas que você ama de preguiça depois do almoço... adoooro morar perto da praia! Toda a alegria das férias quase que o ano todo!

Come Spring, Come Fast please!!!!

Já tá mais que na hora de poder sair da toquinha e ver o sol brilhar um pouco mais aqui pelo sul. Menos chuva e mais luz!!! E assim como a primavera vai se aproximando meu espírito criativo retorna também. A Lorelai do Gilmore Girls sentia a neve chegando e sempre acontecia algo marcante pra ela. Pra mim funciona com a Primavera.... mais cores, mais possiblidades, a perspectiva de um verão cheio de turistas e novas amizades.... as tão sonhadas férias e Natal, nossa já to pensando no Natal, toda loka, essa sou eu. E como meu espírito criativo mostrou sinais de regresso, vou postar umas pequenas coisinhas que eu faço.

A primeira delas é muito fofa. Chama-se AMBIGRAMA. Aprendi com meu amigo de sempre DEDEH e com o livro e filme Anjos e Demônios. É a arte de escrever palavras que possam ser lidas tanto na posição normal quanto de cabeça pra baixo! As vezes dá trabalho, as vezes é super fácil, e o efeito sempre é bonito e intrigante!

Esse aqui o Dedeh fez e eu incluí uns detalhes!

O mesmo lá de cima sem preenchimento!

Este é bastante ousado, porque você consegue ler Angélica escrito de um jeito, e de cabeça pra baixo, você - com bastante imaginação - consegue ler Regina, meu nome também.
E, sempre que sobra um tempinho e as idéias chegam, eu uso nomes de pessoas ao meu redor pra fazer também. Ali em cima, Geórgia!

Carlos
Eduardo
Jaison
Joel
Luiza
Mateus
Nelson
Pamella
Vitória
E meu sobrenome rústico, Witiuk!!!!

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Another priceless episode of ""Improváveis"" They rock my world!!!!

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Os improváveis atacam novamente! Vale a pena conferir!!!

segunda-feira, 20 de julho de 2009




CQC detona!!!!
As vezes a caneta cria vida e tenta mandar mensagens! O detalhe é conseguir entender o que ela tenta dizer, mas de qualquer forma o efeito é muito bonito! Desenhos e tribais monocromáticos me fascinam muito, e sempre que dá eu tento desenhar mais um pouquinho. Haja caneta!
Pra comemorar esse friozinho de julho no sul e as férias que recém chegaram, retorno ao meu blog iniciado eras e eras atrás. Agora vou misturar todos os meus amores aqui: música, filmes, livros, artesanatos e trabalhos manuais em geral, bem como minha eterna fascinação por todo tipo de imagens!!!!!!!

quinta-feira, 15 de junho de 2006


Oh gosh!!! So many things happening at the same time.... So many decisions to be taken and they all risk the most precious things I have... We've reached crossroads and all the choices lead to the unknown... how to decide without hurting people who have already been hurt before... There is no rose without a thorn, by the way, there are many thorns for each rose and that's how life is, now and then, then and now!
But the most important thing ever is that I may not have everything and everybody i love beside me now, but this love just doesn't fade, it is growing deeper inside me, forever I'll love you!!!!

domingo, 21 de maio de 2006

sábado, 22 de abril de 2006

I'm feeling so lost... so crazy tonight!!!!


Happy Angel's day
This song is so meaningful today...
The Pretenders - Angel Of The Morning
There'll be no strings
to bind your hands
not if my love can't
bind your heart
And there's no need
to take a stand
for it was I
who chose to start
I see no reason
to take me home,
I'm old enough
to face the dawn
Just call me angel of
the morning, angel
Just touch my cheek
before you leave me,
baby
Just call me angel
of the morning, angel
Then slowly turn away from me
Maybe the sun's light will be dim
So it won't matter anyhow
If morning's echo says we've sinned,
Well, it was what I wanted now
And if we're the victims of the night,
I won't be blinded by the light
Just call me angel of the morning, angel
Just touch my cheek before you leave me, baby
Just call me angel of the morning, angel
Then slowly turn away
I won't beg you to stay with me
Through the tears of the day,
Of the years, baby baby baby
Just call me angel of the morning, angel
just touch my cheek before you leave me, baby

quarta-feira, 19 de abril de 2006


Yay, as Jefferson keeps on calling me """Medusinha""" I decided topost this picture, my twin sister!!

domingo, 16 de abril de 2006

quarta-feira, 28 de setembro de 2005


Esta foto é magnífica!!!
Psique era a mais nova de três princesas irmãs . As três eram muito belas mas ela era a mais belas das três. A sua beleza era tanta que as pessoas de vários reinos iam admirá-la prestando-lhe homenagens que antes eram de Afrodite. Profundamente ofendida e enciumada, Afrodite enviou o seu filho Eros para fazê-la apaixonar-se pela criatura mais feia e horrível de toda a terra. Mas Eros ao ver a sua beleza apaixonou-se por ela. O Rei, pai de Psique, suspeitando que, inadvertidamente, havia ofendido os deuses, resolveu consultar o Oráculo de Apolo, porque as suas outras filhas já tinham casado e Psique permanecia solteira. O Oráculo ordenou ao rei que a enviasse para o topo da montanha onde casaria com uma terrível serpente. A jovem aterrorizada foi levada ao pé do monte e abandonada por seu pesarosos parentes e amigos. Conformada com seu destino, Psique adormeceu foi levada pela brisa do gentil Zéfiro para um lindo vale. Quando acordou caminhou por entre as flores até chegar a um palácio magnífico. Notou devia ser a morada de um deus tal a perfeição que podia ver em cada um dos seus detalhes. Curiosa entrou no deslumbrante palácio, onde todos os seus desejos foram satisfeitos por ajudantes invisíveis, dos quais só podia ouvir a voz. Quando anoiteceu foi conduzida pelos criados a um quarto de dormir. Adormeceu e a meio da noite uma beijos e carícias acordaram-na ternamente e cobriram-na de carícias. A noite passou e quando acordou o seu marido tinha desaparecido. Essa mesma cena repetiu-se nas noites seguintes. Por várias vezes lhe pediu para a deixar vê-lo mas ele recusava perguntando-lhe se duvidava do seu amor ou se lhe faltava alguma coisa. Disse-lhe que se o visse podia adorá-lo ou odiá-lo e que queria o seu amor como era naquele momento. Psique concordou mas sentia saudades da sua família. Pediu então ao seu marido para ver os seus pais e as suas irmãs. O seu marido acabou por concordar que as suas irmãs podiam visitá-la. Ordenou então a Zéfiro que as trouxesse. Quando as suas irmãs entraram no castelo e viram aquela abundância de beleza e maravilhas, sentiram muita inveja. Notando que o esposo de Psique não as recebera perguntaram-lhe sobre ele. Ela inicialmente mentiu dizendo que era um belo príncipe que passava os dias a caçar. Mas acabou por confessar que nunca o tinha visto. O seu marido tinha-a alertado que as suas irmãs queriam que ela visse a sua face mas se assim o fizesse ela nunca mais o veria. Além disso ele tinha-lhe contado que ela estava grávida e se ela conseguisse manter o segredo a criança seria divina mas se ela falhasse ele seria mortal. Ao receber novamente as suas irmãs, Psique contou-lhes que estava grávida e que a sua criança seria divina. As duas ficaram ainda mais enciumadas pois além de todas aquelas riquezas ela era a esposa de um deus. decidiram por isso convencê-la a ver o rosto do marido. Se ele o estava a esconder era porque havia algo de errado: ele realmente deveria ser uma horrível serpente e não o deus maravilhoso que dizia ser. Assustada com o que suas irmãs lhe disseram escondeu uma faca e uma lâmpada ao pé da cama, decidida a conhecer a identidade de seu marido. Se ele fosse realmente um monstro terrível matá-lo-ia. À noite, quando Eros dormia ao seu lado, Psique aproximou a lâmpada do seu rosto. Estava à espera do horrível monstro de que falara o Oráculo mas para sua surpresa viu um jovem de extrema beleza. Não era nenhum monstro, era o próprio Eros que dormia ao seu lado. Enfeitiçada por sua beleza admirava o deus alado quando uma gota de azeite quente caiu sobre o ombro direito de Eros, acordando-o. Eros olhou-a e sem dizer uma palavra voou pela janela do quarto. Psique tentou segui-lo mas acabou por cair da janela para o chão. Eros voltou então atrás e disse-lhe: «Tola Psique! É assim que retribuis o meu amor? Depois de ter desobedecido às ordens da minha mãe e te casado contigo, tu retribuis achando que eu era um monstro e disposta a cortar a minha cabeça? Vai. Volta para junto de tuas irmãs, cujos conselhos pareces preferir aos meus. Não te imponho outro castigo para além de te deixar para sempre. O amor não pode conviver com a suspeita.» Quando Psique se recompôs notou que o lindo castelo à sua volta desaparecera e que se encontrava num campo próximo da casa das irmãs que, quando souberam do que acontecera, fingiram tristeza pela irmã enquanto escondiam no coração uma grande exultação. Estavam decididadas a serem escolhidas por Eros para substituir a irmã e por isso partiram para o topo da montanha pensando em conquistar o amor do deus. Lá chegadas chamaram o vento Zéfiro para que as sustentasse no ar e as levasse até ao seu amo. Mas Zéfiro desta vez deixou-as cair a meio do vôo e a sua inveja foi recompensada pela morte. Psique, resolvida a reconquistar Eros, saiu à sua procura por todos os cantos da terra, dia e noite. Pediu ajuda a todos os deuses e Deméteracabou por lhe dizer podia aplacar a ira de Afrodite. Psique devia ir ao templo de Afrodite e prostrar-se perante ela. Mas Afrodite, ao recebê-la no seu templo, não escondeu a sua raiva. Afinal tinha sido por causa daquela reles mortal que o seu filho tinha desobedecido às suas ordens e que agora se encontrava de cama a recuperar da tristeza que ela tinha provocado. Como condição para o seu perdão, a deusa impôs uma série de tarefas que Psique deveria realizar, tarefas extremamente difíceis que podiam até causar a sua morte. Deveria, antes do anoitecer, separar uma grande quantidade de grãos misturados de trigo, aveia, cevada, feijões e lentilhas. Psique ficou assustada diante de tanto trabalho, porém uma formiga que estava próxima, ficou comovida com a tristeza da jovem e convocou seu exército que separou cada uma das qualidades de grão. Afrodite desconfiou que não tinha sido Psique a realizar tamanha tarefa. Por isso, como segunda tarefa, Afrodite ordenou que fosse até as margens de um rio onde ovelhas de lã dourada pastavam e trouxesse um pouco da lã de cada carneiro. Psique estava disposta a cruzar o rio mas o deus dos rios disse-lhe que não atravessasse as águas do rio até que os carneiros se pusessem a descansar sob o sol quente. Se não fizesse isso ela seria atacada e morta pelos carneiros. Assim Psique esperou até o sol ficar bem alto no horizonte, atravessou o rio e levou a Afrodite uma grande quantidade de lã dourada. Novamente Afrodite não ficou satisfeita. Para terceira tarefa teria subir ao topo de uma alta montanha e trazer a Afrodite uma jarra com a água escura que do seu cume. Quando Psique lá chegou encontrou um dragão que guardava a fonte. Mas uma grande águia ajudou-a e encheu a jarra com a água negra. Psique levou então a água a Afrodite. Furiosa com o sucesso da jovem, Afrodite planeou uma última tarefa. Psique deveria descer ao mundo inferior e pedir a Perséfone que lhe desse um pouco da sua beleza. Desesperada subiu ao topo de uma elevada torre decidida a atirar-se para assim puder alcançar o mundo subterrâneo. A torre porém murmurou-lhe como entrar no reino de Hades através de uma caverna secreta. Ensinou-lhe ainda como ultrapassar os diversos perigos da jornada, como passar pelo cão Cérbero. Deu-lhe também uma moeda para dar a Caronte como pagamento pela travessia do rio Estige, o rio que leva as almas penadas para o Inferno. Mas avisou-a de que quando Perséfone lhe desse a caixa com a sua beleza Psique não devia olhar para dentro da caixa pois olhos mortais não aguentavam a beleza dos deuses. Seguindo os conselhos da Torre conseguiu chegar até Perséfone e recebeu dela a caixa com o precioso tesouro. Porém no caminho de regresso cheia de curiosidade abriu a caixa para ver o que tinha. Mas invés de ver a beleza de Perséfone caiu num profundo sono. Mas Eros, já curado, voou ao socorro de Psique e conseguiu retirar-lhe o sono que a prendia, salvando-a. Mas uma vez a sua curiosidade tinha-a colocado numa péssima situação mas agora, com a sua ajuda, podia apresentar-se a Afrodite com a tarefa cumprida. Enquanto isso, Eros foi ao encontro de Zeus e implorou-lhe que apaziguasse a sua mãe Afrodite e ractificasse o seu casamento com Psique. Atendendo ao seu pedido, o grande deus do Olimpo ordenou que Hermes conduzisse a jovem à assembleia dos deuses e que lhe fosse oferecida uma taça de ambrósia, a bebida dos deuses. Então com toda a cerimónia Eros pode ficar ao lado de Psique e do seu filho, chamado Voluptas (Prazer).

Outra música que estou ouvindo agora, lembro do refrão desde pequeninha hahahaha


Adorei essa letra. Ela tem tudo a ver com a saudade que eu senti do meu amor todo o tempo em que estivemos separados, e com a saudade que sinto da minha família agora que estou aui, tipo que isolada.


Ela fala do sentimento doce de reencontrar a pessoa. As vezes, o momento mais doce é essa espera, o segundo que leva entre subir a escada e abrir a porta - a expectativa.

Afinal, a vida e a felicidade não é chegar ao topo da montanha, mas toda a emoção da escalada.

E como dizia meu fofinho Bon Jovi -
"Life was just what happened while we were busy making plans"
"A vida era aquilo que estava acontecendo enquanto estávamos ocupados fazendo planos"

Quem sabe isso quer dizer amor - Milton Nascimento

Cheguei a tempo de te ver acordar
eu vim correndo a frente do sol
abri a porta e antes de entrar
revi a vida inteira

pensei em tudo que é possível falar
que sirva apenas para nós dois
sinais de bem, desejos de cais
pequenos fragmentos de luz

falar da cor dos temporais
do céu azul, das flores de abril
pensar além do bem e do mal
lembrar de coisas que ninguém viu
o mundo lá sempre a rodar
e em cima dele tudo vale
quem sabe isso quer dizer amor
estrada de fazer o sonho acontecer

pensei no tempo e era tempo demais
você olhou sorrindo pra mim
me acenou com beijos de paz
virou minha cabeça

eu simplesmente não consigo parar
lá fora o dia já clareou
mas se você quiser transformar
o ribeirão em braço de mar

você vai ter que encontrar
onde nasce a fonte do ser
e perceber meu coração
bater mais forte só por você
o mundo lá sempre a rodar,
em cima dele tudo vale
quem sabe isso quer dizer amor,
estrada de fazer o sonho acontecer